Colheita de Milho

Milho safrinha: saiba o que é e como ganhar dinheiro com isso

Muitos produtores ainda têm medo de investir na plantação do milho safrinha. Porém, ele é uma alternativa que pode trazer ainda mais lucros anuais para quem aposta nele e, é claro, faz todo o processo de plantio seguindo as recomendações.

Neste texto que trouxemos hoje, a TMF Fertilizantes falará um pouco mais sobre o milho safrinha: o que ele é, quais são os passos do seu ciclo e como ganhar dinheiro com ele. Quer saber mais? Então continue a leitura abaixo!

O que é milho safrinha?

Milho safrinha nada mais é que uma segunda safra de verão. Condições climáticas tropicais, como a que temos aqui no Brasil, permitem a existência de um período que permite o cultivo do milho safrinha como este. Este cultivo acontece após a colheita da safra principal sendo ela milho ou soja e em seguida ocorre o plantio de milho safrinha.

Considerado uma agricultura de sequeiro, o milho safrinha não costuma ser irrigado. Por tal razão, quanto mais cedo o milho é plantado, melhor, pois a safra pega menos tempo de seca e um maior número de chuvas.

Mesmo com o fator climático que citamos anteriormente, não são todas as regiões e locais do Brasil em que o milho safrinha se faz viável. De acordo com mapa produzido pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), somente a totalidade do estado do Mato Grosso e algumas áreas de Rondônia, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Paraná, São Paulo, Piauí, Maranhão e Tocantins são favorecidas.

Mas aí entra a questão que provavelmente trouxe você a este texto. “Como o milho safrinha me faz ganhar dinheiro?” Leia mais em seguida e entenda.

Como ganhar dinheiro com o milho safrinha

A dedução de como lucrar aqui é puramente lógica. Como o milho safrinha é um ganho a mais — uma segunda safra no intervalo de tempo de uma —, basta se organizar e estar preparado para poder aproveitar este período. Hoje, o preço do milho está muito bom, o que torna a época perfeita para ganhar com este produto.

Contudo, para conseguir aproveitar o período da safrinha e ganhar dinheiro com ele, todo o processo deve ser feito de maneira correta e atenta. Assim como todas as outras safras, o milho safrinha tem um ciclo definido que deve ser seguido para que haja um aproveitamento real e, consequentemente, lucro.

Veja abaixo um pequeno passo a passo do ciclo do milho safrinha.

Entendendo o ciclo e os principais passos do milho safrinha

Como você acabou de ler, o ciclo do milho safrinha deve ser seguido detalhadamente. 3 ou 4 dias de atraso no plantio, por exemplo, podem fazer com que o desenvolvimento leve até 10 dias a mais que o esperado. Este pequeno dado já mostra a importância de respeitar e seguir este ciclo.

  1. Análise e preparação do solo

O solo de plantação do milho safrinha deve ter um bom balanceamento químico, com teor de nutrientes em níveis elevados.

  1. Evitando as plantas daninhas

Até que o milho ultrapasse o seu estado vegetativo onde apresenta até a quarta folha, é recomendado o uso de herbicidas para controlar plantas daninhas. Ainda que nesses casos elas possam não se estabelecer, vale a pena garantir. O herbicida mais indicado aqui é a atrazina.

  1. Controle de pragas

Como o milho costuma apresentar pragas durante todo o processo, é preciso ter o controle desde a realização do plantio até o momento da colheita. Por outro lado, os riscos aqui são menores que na safra normal, graças às temperaturas gradualmente ficando mais baixas. Ainda possuímos a tecnologia BT que permite um melhor controle das principais pragas como lagartas, porem outras pragas como percevejos requerem um monitoramento e controle se necessário.

  1. Doenças e cultivares

No outono-inverno a disponibilidade diária de calor é menor do que nos cultivos de verão e a perda de umidade dos grãos é mais lenta, fazendo com que o ciclo se alongue em quase um mês. Tal fato, juntamente com os estresses fisiológicos, requer que seja dada atenção especial à resistência às doenças do colmo que podem provocar acamamento e quebramento de plantas e aos patógenos depreciadores da qualidade dos grãos. Os problemas de sanidade dos grãos têm sido notados com maior freqüência quando ocorre seca ou geada durante a maturação dos grãos.

  1. A colheita e o ponto certo

A colheita deve ser realizada após a maturação fisiologia completa, sendo assim ainda é necessário avaliar-se a umidade dos grãos para garantir maior lucratividade possível, seco de mais pode haver perdas por quebrar ou esfarelar os grãos, úmido de mais pode haver perda por descontos em umidade.

Como os fertilizantes da TMF ajudam o processo

Fertilizantes na época de safrinha? É isso mesmo? Bom, é isso sim. Ainda que a maioria dos produtores não utilize fertilizantes na safrinha, optando, ao invés deles, pela poupança do solo, eles não deixam de ser uma possibilidade para tornar a safra ainda melhor. E é aí que entram os fertilizantes da TMF.

Afinal de contas, se a safrinha é um ganho a mais, por que não fazer ela apresentar lucros verdadeiramente maiores? Com benefícios que vão desde o aumento da fertilidade natural e o maior crescimento do sistema radicular até a melhor capacidade de absorção de água e nutrientes, os nossos fertilizantes são capazes de melhorar sua produtividade promovendo um melhor aproveitamento dos nutrientes o solo.

 

Se você deseja realmente ganhar muito dinheiro com o milho safrinha, a solução pode estar nos fertilizantes da TMF! Acesse nossa página de produtos agora mesmo, veja as opções que temos para a sua plantação e tenha o melhor aproveitamento possível!



Conversar no Whatsapp